Via Rede InfoSãoFrancisco / domingo – 04 de agosto de 2019

Curso irá capacitar pessoas das comunidades e cidades do Baixo São Francisco para atuação como geojornalistas ambientais colaborativos de modo a fortalecer uma base de dados e informações reais sobre o panorama socioambiental da região

O Baixo São Francisco real, apresentado, principalmente, por uma rede jornalistas e de informantes locais capacitados na integração de notícias, imagens, dados e cartografia. Tudo ao alcance de qualquer pessoa, a qualquer momento, com uma dinâmica de atualização diferenciada, realizada com a colaboração das pessoas que vivenciam as principais situações.

É a Rede InfoSãoFrancisco, com seus geojornalistas, gerando uma base de dados, informações, imagens, vídeos, áudios e mapas temáticos que configurem um retrato do panorama socioambiental e de justiça aos direitos humanos no Baixo São Francisco, inicialmente.

Para fortalecer a estruturação da Rede InfoSãoFrancisco, nos próximos dias 31 de agosto e 1º. de setembro, será realizada a 1ª. Oficina de Geojornalismo Colaborativo do Baixo São Francisco no Povoado Mato da Onça, em Pão de Açúcar, Alagoas.

Gustavo Faleiros, do InfoAmazonia. Foto | visualoop.org

O curso será ministrado por Gustavo Faleiros, jornalista ambiental responsável pela plataforma InfoAmazonia, criada em 2012, membro da Earth Journalism Network (projeto da rede mundial de jornalistas Internews), com dedicação à capacitações de geojornalistas na América do Sul e na África, sendo ainda colaborador do site O Eco, onde introduziu o uso de cartografias geradas por satélites associadas à dados e mapas interativos.

As atividades serão divididas em aulas teóricas, no Mato da Onça, e práticas, na RMO – Reserva Mato da Onça, ocupando a manhã e a tarde dos dois dias.

A oficina tem como principal objetivo a melhor organização consolidação, e fortalecimento da Rede InfoSãoFrancisco, através da capacitação das pessoas, os geojornalistas colaborativos, vários que hoje já contribuem, ainda em fase experimental, com informações e artigos para o site Canoa de Tolda.

Com a capacitação dos membros da Rede InfoSãoFrancisco, será possível, com a produção das matérias (associadas à geração de dados e cartografias temáticas) a tentativa de inserção do caso do São Francisco na temática global do desastre climático. O entendimento das situações locais, para artigos ambientais, passa necessariamente pelo conhecimento das mudanças planetárias e esta é uma das propostas desta iniciativa.

A 1ª. Oficina de Geojornalismo do Baixo São Francisco é uma iniciativa da Canoa de Tolda,  com o suporte do Projeto Opará – Águas do Rio São Francisco (cooperação da Canoa de Tolda com a UFS – Universidade Federal de Sergipe, através do Programa Petrobras Sociomabiental)

FAÇA SUA INSCRIÇÃO

As vagas para a oficina são limitadas. Serão priorizadas pessoas de comunidades do Baixo São Francisco, maiores de 18 anos, que terão as vagas distribuídas de modo a melhor representar, neste momento, cada sub-região: sertão, agreste e litoral.

Em breve será divulgada a programação, possibilidades de acomodações e detalhes que possam contribuir para uma boa participação coletiva.

Para fazer sua inscrição, entre em contato conosco através do endereço eletrônico canoadetolda@canoadetolda.org.br (por favor, mencionar na referência do correio eletrônico Inscrição na 1a Oficina de Geojornalismo do Baixo São Francisco ) apresentando as seguintes informações:

1- Nome completo

2- Localidade/Município de residência

3- Atividade (por exemplo, estudante e/ou profissão) e local da mesma

4- Em poucas linhas, qual a sua motivação para participar da oficina.

LOCALIZAÇÃO

Conheça mais sobre o geojornalismo:

A plataforma InfoAmazonia;

A plataforma InfoCongo, da bacia do rio Congo;

A plataforma The Third Pole, dasprincipais bacias asiáticas;

Da rede mundial de geojornalismo Earth Journalism Network;

Geojournalism.org, site de material para melhoria de atuação de geojornalistas

Conheça um pouco do geojornalismo pelo mundo através das ações da Earth Journalism Network

Imagem em destaque – Filmagem do documentário De Barra a Barra – Pelas Carreiras do Sentido Deixado. Foto | Canoa de tolda © 2019

Você está acompanhando os conteúdos apresentados pela Canoa de Tolda e já deve ter sua avaliação a respeito do que é disponibilizado para apresentar o Baixo São Francisco real em contraposição ao oficialmente divulgado.

Tentamos fazer o melhor possível há 21 anos, expondo como aqui se vive, de fato; publicando análises sobre situações variadas do quadro socioambiental da região; investigando aplicações de recursos públicos, dentre tantos temas, e também desenvolvemos projetos culturais, como o restauro da canoa de tolda Luzitânia ou ainda pela conservação da biodiversidade do Baixo São Francisco, como a Reserva Mato da Onça e seu programa Caatingas – Meta 2035.

Por isso, para colaborar, faça uma doação. A Canoa de Tolda não pode deixar de navegar.